O Mar SerenouVoltar

Clara Nunes
Refrão
( A7 ) O mar sereDnou, quando ela piB7sou, na aEmreia / Quem A7samba na beira do mar, é serDeia A7 (repete)
Parte 1
A7O pescador não tem Dmedo É segredo se B7volta ou se fica No Emfundo do mar, ao /ver a morena boA7nita Sambando se explica que não vai pesDcar, deixa o mar sereA7nar
Parte 2
A A7lua brilhava vaiDdosa De si orguB7lhosa e prosa Com que Emdeus lhe deu, ao ver a morena samA7bando Foi-se acabrunhando, então adormeDceu, o sol apareA7ceu
Parte 3
Um A7frio danado Que vinha de Dlado, geB7lado Que o povo até Emse intimidou, morena aceitou o desaA7fio Sambou e o frio, sentiu seu caDlor, e o samba se esquenA7tou
Parte 4
A esA7trela que estava esconDdida Sentiu-se atraB7ída Depois então Emapareceu, mas ficou tão enterneA7cida Ingadou a si mesma, a estrela afiDnal, será ela ou sou A7eu?